Buscar
  • danielararipe

O PRÉ-OPERATÓRIO



O pré-operatório é o período que antecede a cirurgia. Desde a primeira consulta com o cirurgião, até o momento da indução anestésica. Nesse período, o cirurgião precisa detalhar a condição de saúde de seu paciente, com detalhes sobre a condição clínica atual, o histórico de doenças e cirurgias anteriores, relatos de alergias ou eventos adversos em outros procedimentos, o uso de medicações, etc.


Na cirurgia bariátrica, além da consulta clínica habitual, costuma-se pedir uma série de exames complementares que visam detalhar o estado de saúde do paciente e a segurança do procedimento a que se submeterá. Muitas vezes, a sequência de exames parece exaustiva e toma ares de preciosismo. No entanto, quando se sabe de antemão que aquele paciente sofre de dispnéia e tem uma resposta fraca às medicações usadas costumeiramente nessa condição, temos tempo de traçar uma estratégia que contorne essa dificuldade. É por situações como essa que tantos exames são solicitados, antes de se fazer uma cirurgia como essa.


Ainda na primeira consulta, você será encaminhado a todos os especialistas cujos pareceres se façam necessários




para o tratamento. No site você pode ver os profissionais indicados por nossa equipe. Uma avaliação sobre doenças endócrinas, a avaliação da segurança do procedimento quanto aos aparelhos circulatório e respiratório, uma avaliação do status nutricional e um planejamento de sua recuperação e uma avaliação minuciosa de como sua mente tem trabalhado com a obesidade, são itens de fundamental importância no planejamento de seu tratamento. Alguns pacientes ainda precisarão de outras avaliações, seja com um gastroenterologista, para avaliar distúrbios de absorção e outros envolvendo o trato digestivo, um ortopedista para determinar o dano já provocado pela existência da obesidade, ou algum outro profissional específico para cada caso.




É no período pré-operatório também que todo o planejamento do procedimento deve ser explicado. Que técnica será usada? Como será a estadia no hospital? Como será a anestesia? Quanto tempo costuma levar a internação? O que deve ser feito no caso de complicações?... Sim, as possíveis complicações também devem ser lembradas no pré-operatório, porque, apesar da segurança do procedimento e a pequeníssima

taxa de eventos adversos, existem casos que fogem do esperado e o bom entrosamento entre o paciente e sua equipe de saúde pode fazer toda a diferença, nesse momento. É fundamental que o paciente esteja bem informado sobre quais são os riscos de alguma coisa dar errado e o que deverá ser feito em cada uma dessas situações.


Uma vez sanadas todas as dúvidas, vem a hora de providenciar a internação para a cirurgia: no caso de planos de saúde, a solicitação da guia; nos casos de internações particulares, a burocracia exigida pelo hospital escolhido. A duração do pré-operatório é extremamente variável e o fator mais importante é a disponibilidade e compromisso do paciente em providenciar todo o passo-a-passo para o procedimento. Assim que sair a autorização para a internação, seu cirurgião deverá marcar uma data para seu procedimento e iniciar de fato a caminhada rumo ao emagrecimento.



6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Sleeve e Bypass, são as principais técnicas de cirurgia bariátrica indicadas nos dias de hoje. Ambas são realizadas há mais de 20 anos, com boa segurança e mínima limitação do funcionamento do trato d